jueves, 10 de enero de 2013

Galizako militante independentista batek atxiloketa eta tortura sofritu du

galizalivretik hartuta


Senlheiro: ''Torturárom-me no monte e estám-me ameaçando!''

torturados.png      Redaçom/ O jovem independentista Hadriám Mosquera "Senlheiro" denunciou ter padecido torturas por parte dos polícias que o detivérom. Durante o registo da sua vivenda na paróquia amiense de Quistiláns, Senlheiro berrou várias vezes para que pudessem escuitá-lo os companheiros e amigos que protestavam no exterior da casa:"Torturárom-me no monte e estám-me ameaçando!", além de mensagens para a sua família.

      Nestes momentos Senlheiro continua nas maos dos mesmos mercenários, possivelmente num carro caminho de Madrid, onde continuará vários dias mais no seu poder.

      Esta parece ser a segunda ocasiom de tortura física a detidos em operaçons contra a resistência galega, depois das detençons pola Guarda Civil de Xurxo, Diego e Koala. Neste caso, a cárrego do outro corpo de mercenários do Estado espanhol, a Polícia Nacional.